10 out | 2017

Historinha para estimular a memória e imaginação do bebê

Mami Jornalista historinha para bebe

Foto: Arquivo Pessoal Carol Nakamura

Estava eu, deitada na cama com a Dani, tendo nossa habitual conversa antes de dormir, quando decidi então contar uma historinha. Aa, pra quem não sabe, a Dani tem 1 ano e 8 meses, dorme comigo, entende tudo que eu digo e fala muitas palavrinhas. Nossas conversas rendem bastante, procuro sempre fazer perguntinhas que façam ela se lembrar do que houve no dia, o que aconteceu, do que brincou, o que comeu… e funciona.

Voltando à historinha. Comecei com o clássico “era uma vez uma princesa”, contei a historia da Cinderela em quatro partes:

 Ela queria muito ir à uma festa mas não tinha vestidinho e sapatinho
A fada madrinha apareceu falando “bibidi bobidi bu” e a Cinderela ganhou um lindo vestido com desenho da Peppa Pig e um Crocs (a Dani ama Crocs)
Então ela foi e dançou Pop Pop do Patati Patata e Mariana conta 1
A mamãe chamou a Cinderela para ir embora e enquanto corria acabou perdendo um sapatinho.

Não foi apenas isso, mas esses foram os tópicos principais. A Dani AMOU! Aguns minutos depois perguntei sobre a historinha. Ela me contou tudinho que aconteceu com a Cinderela, colocando a mãozinha na boca, de espanto, quando falou sobre o sapatinho.

E eu realmente fiquei admirada, porque já acho que ela possui uma fala muito bem desenvolvida para sua idade, desde menorzinha ela fala várias palavrinhas. Mas não imaginei que fosse se lembrar tão bem do que aconteceu na historinha que eu havia contado apenas uma vez.

A Dani é muito apegada à desenhos, canais de crianças no Youtube… Aliás, ontem mesmo dei algumas dicas de canais de Youtube para Crianças, os preferidos aqui em casa. Mas, pelo menos antes de dormir, eu decidi trocar esses minutinhos de “Duda” e “Menina” por “histoinha da pincesa”. Além de estimular a imaginação, contar historinhas e fazer com que ela conte depois para mim, estimula também a memória e a o desenvolvimento da criança.

Você pode começar com historinhas bem curtinhas, com palavrinhas e detalhes fáceis de falar e ser lembrado. Pouco a pouco o bebê vai associando, vai imaginando e demonstrando diferentes reações. Conte historinhas relacionadas ao dia a dia da criança, adapte para assuntos de seu interesse, cite objetos que ela consiga identificar. É uma ótima maneira de despertar a sua curiosidade.

Eu tenho uma certa dificuldade em inventar cenas para crianças (apesar da facilidade em inventar paranóias). Outro dia comecei a contar sobre uma menininha e seus amigos na floresta, ficou sem pé nem cabeça, nem eu entendi a moral daquela historia.  Então, se você é como eu, pense que isso pode ser um desafio para você também. Force a sua imaginação e estimule a do seu filho.

A partir daquele dia, todos as noites tem “histoinha” aqui em casa. Além dos benefícios de estimulação da criança, isso fortalece ainda mais o nosso vínculo mãe e filha. Eu super recomendo a prática dessa atividade. Tenta você também e me conta, ok?